quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Dias de chuva, dias de sol

Desculpa...
É que tem dias que sou de sol e tem dias que sou de chuva
Tem horas que sou de guerra e horas que sou de paz
Sou mutante, filha do vento, da flecha do Pai.
Sou força viva e intensa do raio, sou amor
Sou quem sou!
Tem coisa que passa, tem coisa que volta
Tem coisa que muda e coisa que cria raiz
Sou flor!
De cheiro bom, de cabo de espinho.
Fico pensando na vida
Fico pensando no meu caminho
Planto, rego, adubo e espero!
Espero que as forças do Tempo façam crescer e florir
E espero que as forças do arco-íris venham colorir.



3 comentários:

  1. mas que coisa boa, estou vendo que pelo menos uma de nós está sentando a bundinha na cadeira! saudades máster!!!

    ResponderExcluir

Olá,
Obrigada por sua visita, antes de concluir seu comentário verifique se o formulário foi preenchido corretamente.